- PUBLICIDADE -

Procon de Itajaí divulga pesquisa de preços da cesta básica e produtos orgânicos

Os levantamentos foram realizados nos dias 31 de janeiro e 1º de fevereiro em oito estabelecimentos do município

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Desenvolva as suas habilidades e competências de Liderança

Programas de MBA e Masters da Tear Escola de Negócios englobam participantes com ou sem graduação e é semipresencial com duração de 12 meses

aliemntos organicos
Divulgação

Os levantamentos de preços realizados pelo Procon de Itajaí confirmam que pesquisar é a melhor estratégia para economizar na hora de ir às compras. A pesquisa da Cesta Básica revela que o preço do papel higiênico pode variar em mais de 300% entre supermercados. Já na pesquisa de produtos orgânicos, o preço do quilo da aveia é o que apresenta maior variação, com mais de 110%. Os levantamentos foram realizados nos dias 31 de janeiro e 1º de fevereiro em oito estabelecimentos do município.

A primeira pesquisa está dividida em dois segmentos: Cesta Básica, quando são analisados 22 itens, sempre buscando o menor preço, e Grandes Marcas com a verificação de 32 produtos específicos.

Neste mês, a soma dos itens da Cesta Básica teve uma variação de 64,61%. Os produtos de menor valor somaram R$ 68,80, uma queda de 1% no comparativo com janeiro. A soma dos itens mais caros aumento 2% e chegou a R$ 113,25.

De acordo com os preços das Grandes Marcas, a maior variação foi encontrada no preço do desinfetante Pinho Sol Original (500ml). A diferença é de 161,78% entre o mais barato e o mais caro. O preço do fermento químico Royal (100g) varia em 141,12% e a picanha fatiada em 113,05%.

Já na pesquisa dos produtos orgânicos, houve uma variação de 56,90% entre o somatório dos itens de menor e maior preço, o que novamente demonstra a importância da realização da pesquisa de preços. A maior variação foi registrada no valor do quilo da aveia (114,48%) e a menor no quilo do cereal matinal (28,28%).

Os consumidores precisam ficar atento à data de validade dos produtos, principalmente àqueles com preços promocionais. O Procon reforça que, segundo a Lei estadual nº 13.098/04, os estabelecimentos que vendem gêneros alimentícios são obrigados a divulgar a data do vencimento dos produtos incluídos em promoções.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mães: Maislaser vai presentear 100 pessoas com 10 sessões de depilação a laser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.