- PUBLICIDADE -

Operação coíbe irregularidades em bares e casas noturnas de Balneário Camboriú

A ação foi realizada no nos bairros Vila Real, Estados, Ariribá, Centro, Barra Sul e região da 4ª Avenida

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Comece bem o verão com marmitas caseiras da Light Food BC

Por sua qualidade de vida e saúde, nos dias quentes mantenha uma alimentação saudável com as marmitas da Personal Chef Fit Kris Borba

Opera%C3%A7%C3%A3o Divulga%C3%A7%C3%A3o 1
Divulgação

Para coibir diversas irregularidades em bares, restaurantes e casas noturnas de Balneário Camboriú, foi realizada na noite desta quarta-feira (20) uma operação com diversos órgãos municipais. Mais de 30 agentes da Guarda Municipal (GM), Fiscalização de Postura e Obras, Resgate Social, Fiscalização da Fazenda e Vigilância Sanitária participaram da ação, que iniciou às 22h30 e finalizou às 2h, desta quinta-feira (21).

A ação foi realizada no nos bairros Vila Real, Estados, Ariribá, Centro, Barra Sul e região da 4ª Avenida. Segundo o diretor de Fiscalização de Obras, Laurindo Ramos, o objetivo principal da operação é coibir a ocupação irregular de espaços públicos, abusos de ruídos em casas noturnas e demandas solicitadas pela 5 ª Promotoria de Justiça. “Foram fiscalizados oito estabelecimentos, sendo que dois deles estavam com mesas e cadeiras em cima da calçada. Outro estava sem alvará, mas não foi interditado na hora, pois apresentou todos os documentos necessários para ficar aberto”, comentou.

Além disso, foram fiscalizadas casas noturnas, sendo que em uma delas 80% das pessoas que estavam no local eram menores de idade. “Nessa orientamos sobre a proibição de vender bebidas alcoólicas a menores. Em outra fizemos o levantamento do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) sobre as festas que realizam no local. E outra boate foi feita uma revista pelo cão Black, da equipe K9 da GM, para buscar entorpecentes no local, mas nada foi encontrado. A vigilância sanitária solicitou que fosse despejada caipirinhas, que estavam armazenas em tambores de forma incorreta”, completou o diretor.

Já o Resgate Social, que continuou até as 6h a operação, recolheu 20 pessoas em situação de rua até a Casa de Passagem do Migrante. Outras operações envolvendo os órgão serão realizadas durante a temporada. “Vamos verificar se foram regularizadas as situações encontradas na primeira ação e avançar na região Central, como no Calçadão”, finalizou Laurindo Ramos.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Mesmo com a pandemia, coleta para reciclagem aumentou 31% neste ano

Ainda em 2019, a coleta de recicláveis deu um salto em BC em decorrência da implantação de novas políticas públicas
- PUBLICIDADE -

Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.