Emissão de carteira de identidade ficará mais rápida em Camboriú

Prefeitura firmou acordo de cooperação com Governo do Estado, por meio do Instituto Geral de Perícias, para agilizar a emissão do RG para os moradores

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

A coordenadora da Casa da Cidadania de Camboriú realizando entrega da documentação que habilita posto autônomo na cidade para o diretor-geral do IGP em Santa Catarina.

A Prefeitura de Camboriú firmou um acordo de cooperação técnica com o Governo do Estado de Santa Catarina, mediado pelo Instituto Geral de Perícias (IGP), para transformar a Casa da Cidadania do município em posto autônomo para emissão de documentos de identidade. Assim que oficializado o acordo, a cidade terá autonomia para adquirir os equipamentos necessários e produzir os documentos dos moradores, sem precisar recorrer ao posto de Balneário Camboriú – como é feito atualmente.

Segundo o prefeito Elcio Rogério Kuhnen, a expectativa é que a medida reduza pela metade o tempo de espera para que a carteira de identidade fique pronta. “Hoje dependemos do posto de Balneário Camboriú, que atende ainda outras cidades da região. O tempo de espera pela carteira de identidade é de cerca de 30 dias úteis. Nossa meta é que isso reduza para algo entre 10 e 15 dias úteis”, afirma Elcio.

A coordenadora da Casa da Cidadania de Camboriú, Hortencia del Carmen Bardales Pezo, explica que o posto autônomo de Camboriú é resultado de um longo diálogo com o IGP em Santa Catarina, que orienta e acompanha todo processo de levantamento da documentação necessária para que a iniciativa se concretize legalmente.

“Recebemos uma primeira visita do diretor-geral do IGP que avaliou a estrutura da Casa da Cidadania como adequada para ter um posto autônomo. Em seguida, levantamos a documentação necessária, que é bastante complexa, mas conseguimos cumprir todas as regras e etapas”, comemora a coordenadora.

O acordo de cooperação passa a valer assim que publicado em Diário Oficial. “O processo vai ficar mais rápido porque não precisaremos levar os dados dos moradores até Balneário Camboriú para depois eles seguirem para o IGP em Florianópolis. Nosso contato será direto com a capital, onde o perito faz a assinatura da documentação, que vai retornar para nossa cidade na metade do tempo”, completa Hortencia.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -