- PUBLICIDADE -

BC e Camboriú podem ficar sem água na próxima terça-feira

O serviço será normalizado após as 12h

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Camboriú Play recebe o youtuber Natan Por Aí nesta sexta-feira, 12

O podcast acontece ao vivo às 13h30, pelo canal do Camboriú Play no YouTube
falta de agua
(imagem ilustrativa)

A Empresa Municipal de Água e Saneamento de Balneário Camboriú (EMASA) comunica que na próxima terça-feira (21), fará obras de manutenção preventiva e de melhorias na Estação de Tratamento de Água (ETA). Por conta disso, a ETA ficará paralisada no período das 6h até as 12h. O serviço será normalizado após as 12h e poderá causar falta de água em Balneário Camboriú e Camboriú, principalmente nos pontos mais elevados.

A EMASA recomenda que os moradores economizem e reservem água neste período e assim que perceberem a falta de água fechem os registros de entrada dos cavaletes e reabram somente após a normalização, para evitar a ocorrência de água turva. A água que estará na rede de distribuição no primeiro momento estará turva, já que nas paredes internas das tubulações há o acúmulo de sais inorgânicos, conhecidos na indústria como incrustação, que com grandes variações de velocidade da água devido a despressurização das redes, pode se desprender das partículas, ocasionando o aumento da cor e turbidez.

Como medida preventiva, é realizado o descarte deste primeiro volume de água recalcada, por meio dos registros de descarga instalados estrategicamente ao longo da extensão da rede. Por isso, é importante esperar o descarte antes de abastecer os prédios e residências, fechando os registros de entrada do cavalete.


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de Balneário Camboriú e região em seu e-mail.

⚠ Confirme na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Como a cannabis medicinal tem ajudado famosos e não famosos

A Huniq, empresa de cannabis medicinal instalada em Itajaí, é responsável pelo tratamento das quatro histórias apresentadas nessa reportagem
- PUBLICIDADE -