- PUBLICIDADE -

População poderá visitar Navios de Guerra da Marinha em agosto, em Itajaí

Entre os dois 19 e 20 os navios estarão atracados no complexo portuário de Itajaí

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan oferta atendimento psicológico a profissionais da ONG Viva Bicho

A ação é realizada pelos acadêmicos dos anos finais do curso de Psicologia e visa o bem-estar das pessoas que trabalham diariamente com os animais

Navios da Esquadra
Marcos Porto / Divulgação

A população itajaiense poderá visitar Navios de Guerra da Marinha do Brasil e da Armada Argentina nos dias 19 e 20 de agosto, das 09h às 17h, no Completo Portuário de Itajaí. A visitação faz parte da Operação Fraterno XXXV que atuará na área marítima entre o Rio de Janeiro e Itajaí durante o mês de agosto.

A operação terá como propósito aprimorar o nível de adestramento dos meios da Esquadra brasileira e da Armada Argentina, por meio da realização de exercícios de nível básico e avançado, contribuindo para o incremento da interoperalidade entre as duas Marinhas.

Os navios brasileiros participantes da Operação, compondo o Grupo-Tarefa (GT) são as Fragatas “Rademaker” (F-49), “Greenhalgh” (F-46) e a “Constituição” (F-42), além do Navio Tanque Gastão Motta (G-23). Compondo o GT argentino, a A.R.A “Spiro” (P-43).

A Operação Fraterno foi realizada pela primeira vez em 1978, e, ainda hoje, em sua 35ª edição, os dois países realizaram exercícios no mar de caráter estritamente militar.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Clínica de odontologia da UniAvan oferece atendimento para cirurgias dentárias

Os procedimentos gratuitos serão direcionados a cirurgias de extração de dentes, remoção de freio, raiz quebrada, tratamento de lesões na boca, dentre outros
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.