- PUBLICIDADE -

Prefeitura de Camboriú é impedida pela justiça de assumir administração do hospital

O entendimento do prefeito Elcio é de que isto não é justo com a comunidade

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Como a cannabis medicinal tem ajudado famosos e não famosos

A Huniq, empresa de cannabis medicinal instalada em Itajaí, é responsável pelo tratamento das quatro histórias apresentadas nessa reportagem
Fundação Hospitalar de Camboriú
Arquivo.

A Juíza de Direito da 2ª Vara Cível da Comarca de Camboriú, Cláudia Ribas Martinho, emitiu nesta sexta-feira (2), uma decisão que impede a execução do decreto para que a Prefeitura passe a ocupar o hospital de Camboriú.

O prefeito Elcio Kuhnen (PMDB), havia publicado um decreto na terça-feira, com o objetivo de retomar em 60 dias os atendimentos pelo SUS, suspensos há três anos. A decisão de publicar os decretos levou em conta procedimentos semelhantes adotados em outras cidades e com o entendimento de que a população de Camboriú está sendo privada do atendimento cirúrgico pelo SUS.

O entendimento do prefeito Elcio é de que isto não é justo com a comunidade, uma vez que a estrutura do hospital está sendo usada para procedimentos particulares e, com a dissolução da Fundação Hospitalar, não há definição sobre seu uso a partir dos próximos meses.

“Essa insatisfação não é só minha, é da maioria da população, porque tínhamos como principal diretriz nossa, de governo, a reabertura dos leitos do SUS. É muita gente na fila de espera. É uma injustiça muito grande com essas pessoas”, declarou Élcio.

“Já solicitamos para que seja, com a maior brevidade possível, uma audiência com o Ministério Público, nós (a prefeitura) e a justiça, para, novamente, termos um entendimento favorável para a reabertura do hospital”, finalizou o prefeito.


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de Balneário Camboriú e região em seu e-mail.

⚠ Confirme na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Imobiliária de Balneário Camboriú aluga imóvel em até 30 dias ou paga o condomínio

A imobiliária promete alugar o imóvel em até 30 dias, ou pagar o condomínio ao proprietário
- PUBLICIDADE -