Escritório de Projetos profissionaliza a captação de recursos em Camboriú

Prefeitura disponibilizou um cargo comissionado para profissional residente em Administração Pública, preenchido via processo seletivo

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Divulgação

Com o objetivo de profissionalizar a captação de recursos para a cidade, a Prefeitura de Camboriú criou um Escritório de Projetos, coordenado por especialista em Gestão Pública – contratada via parceria entre Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Escola Nacional de Administração (ENA) e Prefeitura. Gessica Mayra Decker é formada em Administração Pública e pós-graduada em Comunicação Pública e Social pela Universidade de Bologna, na Itália. O núcleo que ela coordena é responsável por buscar recursos estaduais, federais e internacionais para realização obras na cidade e que contribuam com a manutenção e custeio de alguns serviços públicos.

Gessica passou pelo processo seletivo do Programa de Residência em Gestão Municipal, ao qual Camboriú aderiu junto com outros nove municípios de Santa Catarina: Blumenau, Gaspar, Laguna, Massaranduba, Mirim Doce, Nova Trento, Palhoça, Rio do Sul e Rio Negrinho. O objetivo do Programa é dedicar cargos comissionados em prefeituras para profissionais com curso superior na área de gestão pública, a fim de profissionalizar os governos.

Para o prefeito Elcio Kuhnen, aperfeiçoar a busca por recursos é fundamental para Camboriú porque a arrecadação em impostos municipais ainda não permite investimentos expressivos com recursos próprios. “É nesse núcleo que monitoramos programas financiadores em que podemos inscrever a cidade, além de articular projetos para conquistar recursos. A capacitação dos profissionais é essencial, porque tem que haver planejamento e qualquer documentação equivocada prejudica muito o Município. É quando a burocracia trava o desenvolvimento”, explica o chefe do executivo.

Mesmo ainda jovem, o Escritório de Projetos de Camboriú já aprovou cerca de R$ 2 milhões em recursos para a cidade. O secretário de Administração, Ramon Jacob, explica que esses valores vêm de editais específicos, programas de instituições financiadoras e emendas parlamentares. “Quanto mais profissional for esse setor dentro da Prefeitura, mais vai alocar recursos, desenvolver melhores projetos e executar serviços com agilidade”, reforça Ramon.

Segundo o diretor administrativo Leonardo Teixeira, a liberação dos recursos já aprovados depende agora de fatores externos a Camboriú: “Alguns projetos podem ser liberados em uma semana, outros em um ano. Com a instabilidade política e a crise econômica, temos que torcer para não haver corte de verbas nas instâncias acima do Município. Mas garantimos no Escritório um projeto bem executado e o cumprimento de todos os prazos, para não perder nem bloquear nenhum recurso”, esclarece.

Para a residente Géssica Mayra Decker, os benefícios da implantação do Escritório de Projetos também serão sentidos em longo prazo: “A iniciativa é um grande passo para a administração pública de Camboriú, não apenas nessa gestão que está agora, mas também para as futuras. Estamos comprometidos em estruturar um modelo permanente para esse setor, com foco no planejamento e na transparência”.

Gessica também faz projeções para o seu próprio futuro. Segundo ela, a profissionalização na elaboração de projetos e convênios em Prefeituras é uma área que só tende a crescer: “Cada vez mais, os profissionais capacitados estão sendo valorizados em órgãos públicos. Meu objetivo quando acabar essa residência é retornar ao mercado com pleno conhecimento da área de convênios e projetos e seguir nisso a minha carreira profissional”, conclui.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -