SIME irá promover capacitação para profissionalizar mercado de trabalho

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Uma grande oportunidade de qualificação profissional será criada pelo Sistema Municipal de Emprego (SIME), que, junto com a Prefeitura, irá firmar parceria com o Governo Federal, através do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). O projeto prevê programas de capacitação em diversas áreas, entre elas ligadas à rede hoteleira, gastronômica, comércio e construção civil. Tudo para atender as demandas do mercado de trabalho municipais, que ainda vê nos que necessitam do emprego, exigência por melhores salários, sem comprometimento com um maior nível técnico.

O SIME exerce um importante papel no preenchimento de vagas do mercado, atendendo tanto à necessidade dos trabalhadores, quanto a dos empreendedores. Atualmente, o Sistema recebe em média 40 requerimentos de trabalho diários, mas grande parte não se enquadra nas reivindicações do terceiro setor. Os problemas vão desde a falta do diploma do Ensino Médio, até o não enquadramento de idade solicitada pelo empregador e à exigência de um segundo idioma no currículo.

Conforme explica o coordenador do departamento, Elias Luciano, caso o trabalhador buscasse pela qualificação – muitos deles alegam não ter condições financeiras para isso – os encaixes seriam mais rápidos, pois ”há grande número de vagas em setores característicos de Balneário Camboriú, como na hotelaria”, analisa.

O SIME foi criado pela administração municipal para buscar informações de diversos setores empresariais e encaminhar os candidatos conforme as vagas disponíveis, porém como em muitos sistemas de empregos do país, a ausência de qualificação profissional é o grande entrave para minimizar o desemprego.

Dados estatísticos

– 50% dos candidatos a vagas de trabalho pelo SIME tem idades entre 20 e 30 anos;
– 25% possuem mais de 50 anos;
– 25% ainda não completaram 18 anos de idade;
– Percentuais inexpressivos correspondem às faixas restantes;
– 40% dos candidatos estão desempregados na baixa temporada ou à procura do primeiro emprego;
– Faltam oportunidades para trabalhadores de 16 a 18 anos de idade – Nesta semana havia apenas quatro vagas para essa faixa etária, como empacotador, operadora de telemarketing e panfletagem;
– Os outros 60% correspondem às pessoas que recém chegaram em Balneário Camboriú, a maioria do Rio Grande do Sul.
”Hoje, ter um segundo idioma é ter uma carta na manga pra quem procura emprego”, aconselha o coordenador, referindo-se ao número elevado de vagas disponíveis na rede hoteleira pra quem tem uma segunda língua. ”Em um dos hotéis da Avenida Atlântica, por exemplo, existe a recepção de muitos turistas estrangeiros. O fato levou o setor de Recursos Humanos do empreendimento a realizar a entrevista em inglês com o candidato”, informa Elias.

Vale lembrar que o SIME é responsável pelo encaminhamento dos candidatos, mas o recebimento de currículos, as seleções e as contratações são realizados diretamente entre proponentes ao emprego e as empresas.

Já a rotatividade das vagas varia de uma semana para outra no Sistema Municipal de Emprego. ”Estamos enquadrando a melhoria de salários para os cargos disponíveis, o que irá aumentar e prevalecer o vínculo empregatício entre a empresa e o funcionário”, destaca o coordenador.

Nesta semana, há mais de 60 vagas disponíveis em diversas áreas. Para realizar o cadastro, os interessados precisam apresentar os documentos pessoais na Rua 2000, n° 1380, entre a Quarta Avenida e a Marginal Leste, junto à Secretaria de Desenvolvimento e Inclusão Social, e no horário entre às 13h e 19h.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -