- PUBLICIDADE -

Prefeitura vai licitar projeto e estudo para engordamento da Praia Central

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan oferta atendimento psicológico a profissionais da ONG Viva Bicho

A ação é realizada pelos acadêmicos dos anos finais do curso de Psicologia e visa o bem-estar das pessoas que trabalham diariamente com os animais

bcambA Prefeitura de Balneário Camboriú publicou, nesta quinta-feira (05), edital de licitação para contratação de empresa que terá a responsabilidade de desenvolver estudo e relatório de impacto ambiental (EIA-Rima), licenças exigidas por lei, para a obra de engordamento da faixa de areia nos 7,5 quilômetros da orla da Praia Central. Os técnicos estimam que seja possível a conclusão do serviço em seis meses.

A prefeitura agora dispõe de informação correta para desenvolver o projeto e, por isso, pode encomendar os estudos de impacto ambiental para as devidas licenças, pois o perfil praieiro não será alterado.

Pelo documento, as empresas que concorrerem à habilitação para o serviço devem apresentar duas propostas: a primeira é de capacitação técnica comprovada e a outra para tratar especificamente de preço. O custo máximo da operação está orçado em pouco mais de R$ 1,3 milhão. São estudos e relatórios assim que validam projetos de grande porte na área ambiental.

Eles só podem ser executados com a emissão de licença prévia, pela Fundação de Amparo, Tecnologia e Meio ambiente (FATMA), órgão do governo estadual.

O projeto estabelece que material compatível será coletado em jazidas em alto mar, em frente a baía de Balneário Camboriú e servirá para aumentar a faixa de areia em pelo menos cem metros. Com isso, a cidade, que segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) registra excelente Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), deve se sobressair ainda mais e fazer saltar outros números da atividade econômica, com predominância para resultados que potencializam a sustentabilidade e especialmente a questão da geração de emprego e renda.

INVESTIMENTOS

Classificada pelo Ministério do Turismo como um dos principais polos de turismo do país, Balneário Camboriú investe alto para eliminar passivo ambiental com grandes galerias subterrâneas para a captação de água pluvial ao longo da Avenida Atlântica, que resultarão na extinção definitiva de 43 extravasores, que poluíam a areia e água do mar.

A cidade também faz grandes investimentos na coleta e tratamento de esgoto doméstico. A expansão de redes e o aumento da capacidade de seu centro de tratamento dimensionou a estação para absorver e destinar até 77,7 milhões de litros diariamente. A população fixa e flutuante da cidade ultrapassa a casa de um milhão de pessoas no verão e, especialmente, nas festas de fim de ano.

Na última quarta-feira (04), outra obra de grande porte foi inaugurada na orla: o novo sistema de iluminação pública, com conjuntos de refletores de 400 watts de potência cada, direcionadas para a via pública, passeios e areia da praia até a faixa de arrebentação. Na prática isso quer dizer que o aproveitamento da área para prática esportiva, exercícios físicos, caminhadas ou simples passeios, podem ser feitos com total segurança e conforto por moradores e turistas. Soma-se a isso o fato de o principal cartão postal da cidade estar nitidamente repaginado.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Clínica de odontologia da UniAvan oferece atendimento para cirurgias dentárias

Os procedimentos gratuitos serão direcionados a cirurgias de extração de dentes, remoção de freio, raiz quebrada, tratamento de lesões na boca, dentre outros
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.