- PUBLICIDADE -

Secretaria de Turismo organiza a pesca da tainha em BC

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan oferta atendimento psicológico a profissionais da ONG Viva Bicho

A ação é realizada pelos acadêmicos dos anos finais do curso de Psicologia e visa o bem-estar das pessoas que trabalham diariamente com os animais

A pesca artesanal faz parte da cultura de Balneário Camboriú e a da tainha em especial serve como auxílio na renda para muitos pescadores. A Secretaria Municipal de Turismo, em parceria com a Colônia de Pescadores realizou neste mês de maio reunião com os representantes da pesca na cidade para definir a estrutura de trabalho, dar suporte e auxiliar na organização da pesca deste ano.

O bairro da Barra é conhecido por ser habitado principalmente por pescadores. Na temporada de inverno pode-se observar a movimentação das famílias, com canoas e redes de pesca artesanal, muitas vezes fabricadas pelos próprios pescadores, sendo transportadas para as praias da cidade. O pescador Silvio Baltazar que participou do encontro ressalta a importância desse planejamento. “Até que enfim alguém do poder público teve iniciativa de incentivar os pescadores, nossas canoas são referências para moradores e turistas. Graças ao prefeito Edson Piriquito tivemos o primeiro retorno”, aponta o pescador.

Afonso Martins, presidente da Colônia dos Pescadores, afirma que a pesca é uma tradição e deve ser mantida. “Existe há muito tempo, nossos avós já realizavam esta prática, que passou de geração em geração.” Segundo Afonso, no ano passado a pesca não atingiu a expectativa. “Esperamos que neste ano, as tainhas venham em maior quantidade para nossa praia. Com o frio e o vento ajudando, vamos ter uma boa safra”.

O presidente explica também que estruturar a pesca é incentivar esses trabalhadores. “Acho que é bom porque fica um ambiente mais bonito, mais organizado. Antigamente era aquela barraca com lona preta. A pesca chama muito atenção tanto de moradores como de turistas, por isso deve ser valorizada”.

A Associação dos Pontos de Milho e Churros da cidade viabilizou três pontos na Barra Sul para os pescadores montarem as barracas e fazer a vigília da tainha. “Na baixa temporada isso não atrapalha ninguém e realmente fica algo mais organizado”, esclarece o vice – presidente da associação Wilson Xavier.

Segundo o secretário de Turismo de Balneário Camboriú, Isaac Pires, a secretaria está trabalhando em projetos que incentivem os pescadores e possibilitem o aumento na renda de muitas famílias. “Estamos trabalhando para divulgar essa cultura que é tão importante para o município. Projetos como a festa da tainha e o Festival da Tainha deverão ser apresentados em breve, e darão uma nova cara para esta tradição e uma oportunidade para estas famílias”, conclui o secretário.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Clínica de odontologia da UniAvan oferece atendimento para cirurgias dentárias

Os procedimentos gratuitos serão direcionados a cirurgias de extração de dentes, remoção de freio, raiz quebrada, tratamento de lesões na boca, dentre outros
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.