- PUBLICIDADE -

Prefeitura faz controle de pragas no ginásio da Barra

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan oferta atendimento psicológico a profissionais da ONG Viva Bicho

A ação é realizada pelos acadêmicos dos anos finais do curso de Psicologia e visa o bem-estar das pessoas que trabalham diariamente com os animais

ginasioA Prefeitura de Balneário Camboriú está fazendo o controle de pragas urbanas no Ginásio Hamilton Linhares, no bairro da Barra. O problema era o excesso de pombos dentro do ginásio e no entorno. Além da limpeza e desinfecção, um trabalho de educação ambiental foi realizado com a comunidade local.

“O ginásio tem estrutura para receber competições de alto nível e também serve aos estudantes da cidade, mas a grande quantidade destas aves e a sujeira provocada por elas estava impossibilitando o uso do local”, conta Paulo Roberto Carneiro, diretor de projetos da Fundação Municipal de Esportes de Balneário Camboriú (FMEBC).

De acordo com Carneiro, a Fundação contratou uma empresa especializada que efetuou a limpeza do ginásio, retirou centenas de ovos e ninhos, além de um tratamento com produtos químicos. Também foi instalada uma espécie de cerca elétrica de baixa voltagem que fica fora do alcance das pessoas e não chega a matar os pássaros, mas os mantém afastados do local. A empresa responsável pelo trabalho fará o acompanhamento e a manutenção dos serviços prestados durante um ano.

Por serem corrosivas, as fezes dos pombos também estavam danificando a estrutura física do ginásio da barra, como os acentos de plástico instalados nas arquibancadas.

De acordo com Geosi de Lima Matos, coordenadora do Centro de Controle de Pragas Urbanas (CCPU) da Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento, estes animais podem trazer sérios danos à saúde humana. “Além das dermatites (alergias), as doenças mais comuns causadas pelos pombos são criptococose, histoplasmose e ornitose, transmitidas pela inalação de poeira contendo fezes secas de pombos contaminadas com fungos. Estas doenças comprometem o aparelho respiratório e podem afetar o sistema nervoso central”, explica Geosi.

Por isso, conta a coordenadora, o CCPU realizou um trabalho de conscientização ambiental com a comunidade próxima do ginásio. Foram distribuídos materiais informativos, dadas orientações sobre o acondicionamento do lixo doméstico e solicitado que os moradores não dessem mais comida aos pombos. “Não alimentar os pombos é uma das partes mais importantes deste processo, porque quando bem alimentados estes animais procriam com ainda mais rapidez”, completa Geosi.


COMENTE ABAIXO ⬇

Receba as notícias do Click Camboriú pelo Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Clínica de odontologia da UniAvan oferece atendimento para cirurgias dentárias

Os procedimentos gratuitos serão direcionados a cirurgias de extração de dentes, remoção de freio, raiz quebrada, tratamento de lesões na boca, dentre outros
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.