- PUBLICIDADE -

Deficientes aprovam a calçada teste da Avenida Brasil

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Trader Jader Nogueira exibe ganhos milionários e contraria matéria do Fantástico

Publicação na rede social do influenciador viralizou e pessoas se identificaram

Na manhã desta quinta-feira, 12, o secretário de Planejamento de Balneário Camboriú, Auri Pavoni, recebeu os integrantes do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência na calçada teste montada na Avenida Brasil, esquina com a Avenida Alvin Bauer, para que eles avaliassem na prática a eficiência dos materiais e do modelo utilizados. Deficientes físicos, visuais e intelectuais aprovaram o trecho que deve ser estendido para toda a Avenida Brasil.

Calcada Av Brasil com Alvin Bauer 11 05 2011 Foto Rafael Amancio 18

Juntamente com a arquiteta da Secretaria, Carla Schons, Pavoni explicou aos membros do Conselho todo o conceito empregado na calçada e respondeu as questões feitas pelos presentes. De acordo com o Secretário, a partir da próxima semana haverá funcionários no local colhendo mais depoimentos dos pedestres e cadeirantes e em aproximadamente um mês novos trechos devem ser iniciados.

A presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência e diretora do departamento de Educação Especial da Secretaria de Educação, Fabiana Lorenzoni, explicou que este tipo de obra e a ação em conjunto com os deficientes é muito importante porque representa independência e cidadania para eles. “Muitos deficientes não tem motivação para estudar e entrar no mercado de trabalho porque a cidade não proporciona sua mobilidade com segurança”, diz Fabiana. “Com o direito de ir e vir garantido os deficientes podem desenvolver diversas atividades de maneira independente”, complementou.

O cadeirante e vice-presidente do Conselho, Valdeci Mathias; a portadora da Síndrome de Down, Gisele Cardoso e o deficiente Visual Cristian Camargo (Kiko) transitaram sobre a calçada teste e a aprovaram. “A diferença entre este trecho e o antigo (de petit-pavé) é enorme. No novo modelo a cadeira balança muito pouco, no antigo ela treme, machuca as costas e as articulações e ainda desgasta as rodas da cadeira”, conta Mathias. O vice-presidente do Conselho disse ainda, que na próxima semana convidará outros amigos deficientes para testar a calçada.

Fabiana Lorenzoni destacou que a presença de um deficiente intelectual, como no caso de Gisele, também é importante porque este tipo de deficiência normalmente vem acompanhada de algumas dificuldades motoras e de equilíbrio e que um passeio com segurança faz toda a diferença.

A moradora Ângela Ana Vieira que passava pelo local no momento da reunião aproveitou para dar seu depoimento. “Tudo que for de bom para cidade temos que apoiar. Meu marido e eu saímos bastante para passear e quando encontramos calçadas feias e inadequadas é muito chato. Adorei este modelo, que além de muito bonito é seguro. Assim dá até mais ânimo para caminhar por Balneário Camboriú”, enfatizou Ângela.

Também estiveram presentes nesta ação o secretário de Segurança, Nilson Probst, representantes do Gabinete do Prefeito, da Secretaria de Educação e das entidades: Associação de Pais e Amigos dos de Excepcionais (APAE); Associação de Amigos do Autista (AMA); Associação de Apoio às Famílias de Deficientes Físicos (AFADEFI) e Associação Amor para Down.

A CALÇADA

O projeto da Secretaria de Planejamento do município prevê a mudança da atual configuração, que contém as pedras de petit pavê e dificultam a locomoção de pedestres e portadores de necessidades. A nova proposta conta com lajotas de concreto drenante nas laterais, que absorvem 94% de água, tornando o piso mais seco, além de ser ecologicamente correto. O centro do passeio é feito de concreto coberto por uma resina que facilita a travessia, evitando escorregões, mas livre de obstáculos. O visual é complementado por uma faixa de piso guia ou podotátil, especial para os cegos.

Mais informações com o secretário de Planejamento Auri Pavoni pelo telefone (47) 8835-4647, ou com a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência e diretora do departamento de Educação Especial da Secretaria de Educação, Fabiana Lorenzoni, pelo telefone (47) 3363-7144.


COMENTE ABAIXO ⬇

Fique bem informado com as notícias do Click Camboriú através do Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan promove plantão de matrículas neste sábado com desconto exclusivo

Novos alunos ganharão desconto de 20% na primeira mensalidade de cursos presenciais; Quem optar por graduação EAD começa a pagar só em julho de 2021
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.