- PUBLICIDADE -

Defesa Civil evacua região de Taió por risco de alagamento

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Dia das Mulheres: 100 leitoras serão presenteadas com 10 seções de depilação a laser na Maislaser

Ganham as 100 primeiras pessoas que ligarem para (47) 3011-0611 ou 3011-0211, ou entrarem em contato pelo WhatsApp 047 99273-2191

A Defesa Civil de Santa Catarina começou na madrugada desta segunda-feira (31) a retirada de forma emergencial de várias comunidades ribeirinhas na região de Taió, cidade localizada a cerca de 240 km de Florianópolis (SC), com a subida do nível de barragem.

A forte chuva que caiu na região do Vale do Itajaí elevou o nível de água na barragem local, que chegou aos 19,9 m por volta das 8h – o limite máximo é de 21 m. A evacuação das áreas mais baixas começou após a Defesa Civil detectar que alagamentos podem se intensificar na tarde desta segunda.

Como seis das sete comportas da barragem permanecem fechadas, o risco de alagamentos é considerado “muito alto” pelas autoridades.

O temporal da noite de domingo causou prejuízos em municípios da região. Na cidade de Salete, vários bairros foram alagados e uma casa chegou a ser arrastada pela correnteza. Os prejuízos estão sendo contabilizados e, segundo a Defesa Civil, cerca de dez pontes acabaram danificadas pela enxurradas.

O principal acesso ao município, a rodovia SC-422 está interditada devido a alagamentos. Ainda não foi contabilizado o número de desajolados e desabrigados.

A chuva do final de semana também causou prejuízos e deixou um morto na cidade de Blumenau. A Defesa Civil monitora áreas consideradas de risco.

Controle de cheias
O sistema de barragens do Vale do Itajaí foi criado com o objetivo de minimizar os problemas com cheias, que há décadas afetam cidades da região. Os rios Itajaí do Sul e Itajaí do Oeste encontram-se em Rio do Sul, formando o Itajaí-Açu, que passa por Blumenau e desemboca na região de Itajaí, no litoral norte. Toda a a bacia do Vale do Itajaí tem uma extensão de 15 mil km² e, das nascentes à foz, o rio passa por nada menos do 49 cidades.

Três barragens são monitoradas pelo governo: Taió, Ituporanga e José Boiteux. Elas foram construídas em 1973, 1976 e 1993, respectivamente. As três integram um sistema de prevenção de cheias e a operação é realizada de forma coordenada. Com a abertura das comportas de Taió, a barragem de Ituporanga teve parte fechada na última quarta-feira como forma de tentar conter o avanço da água e minimizar o risco de possíveis alagamentos.


COMENTE ABAIXO ⬇

Fique bem informado com as notícias do Click Camboriú através do Telegram

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Empresa catarinense tem o melhor custo benefício do Brasil em colchões magnéticos

Além dos colchões magnéticos, a Superlife Colchões também conta com os mais variados modelos de cabeceiras, base baú e base box com auxiliar, tudo com fabricação própria
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.