Piloto de Camboriú é campeão da 3ª etapa do Campeonato Brasileiro de Velocross

Anthonny José Gervásio conquistou o ouro na sua categoria e dedicou o título a avó Fátima Nair Bambinetti Gervásio, que faleceu na última quinta-feira, 18

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Divulgação

A emoção foi o que moveu o jovem piloto camboriuense Anthonny José Gervásio rumo à vitória na categoria 85cc, na 3ª etapa do Campeonato Brasileiro de Velocross. Mesmo com a perda recente da sua avó paterna, Anthonny reuniu forças e decidiu participar da competição, realizada em Sete Quedas (MS), no domingo, dia 21. No pódio, o piloto dedicou a conquista do título à avó Fátima Nair Bambinetti Gervásio, ex-vereadora e ex-secretária de Educação, que sempre o incentivou no esporte.

O Brasileiro de Velocross tem no total sete etapas e com a pontuação nas últimas edições (1º lugar na etapa 1, 4º lugar na etapa 2 e 1º na etapa 3), Anthonny lidera o ranking da competição na sua categoria. A mãe do atleta, Janaina Gervásio, conta essa etapa era muito importante. “A preparação dele está sendo para esse Brasileiro, mesmo com o triste ocorrido, ele sabia que era isso que sua avó ia querer também, ela incentivava e torcia muito por ele. Não foi fácil, mas a família é unida e o pai também decidiu levá-lo à competição, ele foi muito forte e quando ganhou foi emocionante, apesar da dor pela perda, ficou muito feliz”, comenta.

Anthonny revela que era preciso manter o foco na competição, mesmo sentindo muita tristeza pela perda da avó. “Pensei muito nela na hora da corrida, as lembranças, todo o apoio que ela me dava, ela estava sempre ali. Quando cruzei a linha de chegada em primeiro lugar foi uma emoção, só lembro que apontei meu dedo para o céu para agradecer a vó e corri para abraçar meu pai, choramos muito”, relembra.

O próximo desafio do piloto camboriuense será na 4ª Etapa do Brasileiro, que será realizada em Goiás, no mês de junho. “Tem toda uma preparação para essas disputas, agora vou manter o foco, a disciplina, me dedicar e buscar me manter bem para as próximas provas”, conclui.

Amor à primeira vista

O jovem piloto camboriuense, Anthonny José Gervásio, tem apenas 14 anos de idade, mas desde bem pequeno já demonstrava interesse pela moto. Talvez pelo nome escolhido, que é de um piloto famoso, ou por conta da paixão do pai Wagner Gervásio pela modalidade. Wagner também foi piloto, mas uma lesão o tirou da carreira. Mesmo assim, Anthonny nasceu com uma admiração natural pelo esporte e quando assistiu sua primeira corrida foi amor à primeira vista.

Eu tinha uns oitos anos de idade quando vi uma corrida pela primeira vez com meu pai. Na hora já pedi para ele que queria uma moto. No começo meus pais ficaram com medo, não gostaram muito da ideia, mas depois consegui convencê-los e eles me deram todo o apoio para seguir no esporte”, revela. Anthonny quer seguir a carreira de piloto e quem sabe um dia entrar para uma equipe brasileira profissional.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -