Mais de 80 surfistas caíram nas águas da Praia Central no domingo

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Foto: Velasques Eventos
Foto: Velasques Eventos

Mais de 80 atletas participaram no domingo (29), da Taça Oceans de Surf Amador. A competição faz parte do projeto BC Radical, que tem o incentivo da Prefeitura de Balneário Camboriú, através da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC) e é realizada pela Associação dos Desportistas (ADBC). Os atletas vieram do Paraná e Santa Catarina para disputar a premiação na Praia Central.

A Taça Oceans abriu o calendário de competições de surf amador na cidade. As provas foram disputadas nas categorias máster, open, iniciante, feminino, mirim e júnior. “Conseguimos encaixar essa etapa em uma semana de altas ondas e por isso tivemos todas as vagas preenchidas para a competição. Cada cidade tem seu esporte e sua tradição, e aqui é o Surf. Através do Surf o nome de Balneário Camboriú já percorreu todos os cantos do mundo com nossos atletas e juízes, por isso, a modalidade deve ser respeitada”, comentou Thiago Velasques, presidente da ADBC. Esta foi a primeira etapa da competição, mais uma fase está programada para o final do ano. Segundo Velasques, o evento contou com um cronograma apertado, foram 26 baterias de 15 minutos cada e 856 ondas surfadas.

Na categoria ‘feminino’ a campeã foi a paranaense Jéssica Bianca que não deu chances às adversárias e faturou o título somando 11.67. Em segundo ficou a atleta de Balneário Camboriú, Anna Junkes, em terceiro a conterrânea Débora Rebello e o quarto lugar ficou com Larissa Adriano, de Navegantes. Na ‘mirim’ o primeiro lugar também foi para Paraná com o atleta da Ilha do Mel, Gustavo Haluch que somou 11.66 e faturou uma prancha Reverse. Completando o pódio estavam os atletas Yago Ramos, de Itajaí, em segundo, o argentino Sebastian Ventura em terceiro e o local Luan Piazera em quarto.

Na mais tradicional categoria do evento, a ‘máster’, o atleta nordestino residente em Balneário Camboriú, Márcio Leal, foi o campeão, também levando de quebra uma pranchinha reverse e 1.000 pontos no ranking catarinense da categoria. Em segundo, voltando de cirurgia, ficou o atleta de Barra Velha, Altair Michereff. Cleber de Souza ficou com o terceiro lugar e Ricardo Michereff em quarto, ambos também de Barra Velha.

Uma das mais disputadas, a categoria ‘júnior’ teve reviravolta até o minuto final. Paulo Pinheiro pegou uma boa onda e conseguiu tirar a vantagem de Yuri Schoenau na pontuação. Paulinho ficou em primeiro com 11.50 pontos e conquistou 1.000 pontos no ranking catarinense e uma pranchina da etapa. Yuri ficou em segundo com 10,47 pontos, seguido por Yago Ramos, promessa de Itajaí, e Alan Marcos, de Balneário Camboriú. Na categoria ‘iniciantes’, vitória do atleta local Luan Piazera, seguido de Ignácio Gundesen, do Paraná, Leonardo Mendes, de Barra Velha, e Guilherme Marques, de Balneário Camboriú.

A categoria ‘open’, reservada aos atletas, que estão em processo de profissionalização e com alto nível de surf, rendeu vibração dos espectadores e as duas melhores notas da competição. O atleta californiano naturalizado brasileiro, Bryan Westphalen, tirou a única nota 10 do evento em uma onda com todas as manobras encaixadas perfeitamente e a outra onda com um bom aéreo somando 18.67 de 20.00 possíveis. Márcio Leal, que havia acabado de faturar a categoria máster, somou 11.70 e acabou ficando com o segundo lugar, seguido dos atletas Gabriel Neves, de Balneário Camboriú, e Dereck Adriano, de Navegantes. Bryan e Márcio saem na frente na busca pela passagem para qualquer lugar da América do Sul oferecida pela Praia do Pinho ao campeão do evento.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -