- PUBLICIDADE -

Primeiro dia: o mais longo e desafiador do 4º Rally Transcatarina

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

1dia
Na categoria Turismo Adventure, a emoção e a adrenalina é garantida. Foto: Cadu Rolim/DFOTOS

As 155 duplas que participam do Rally Transcatarina despediram-se hoje cedo da cidade de Fraiburgo e pegaram o caminho mais difícil, porém o mais interessante e desafiador, para chegar à cidade de Lages, SC. Entusiasmados, os competidores das categorias Super Máster, Graduados, Júnior, Jeep, Turismo Light e Turismo Adventure percorreram 270 quilômetros – sendo 200 navegados.

Foram disputadas as 1ª e 2ª etapas (manhã e tarde, respectivamente), com neutro de almoço realizado em São Cristóvão do Sul, SC. Aproveitando que todos ainda estão descansados, a organização impôs uma competição com cerca de oito horas de navegação intensa. Pilotos e navegadores adentraram pomares de maçã, reflorestamento de pinus, acelerando por trilhas e estradões com piso liso e molhado. “Foi difícil manter o controle do veículo. O carro patinava demais e o navegador precisou acertar o hodometro constantemente. O piloto também não teve folga, tendo que dispor de muita habilidade e coragem ao volante”, comentou o navegador Marcos Panstein.

A travessia do Rio Correntes chamou a atenção não somente pela dificuldade, mas também pela beleza de tal composição natural. Diversos balaios testaram a afinidade e concentração de pilotos e navegadores, que a qualquer vacilo comprometeriam (ou comprometeram) o próprio desempenho.

Na Super Máster, os vencedores foram Daniel Maffi e Enedir Silva Júnior, que tiveram 100% de aproveitamento. “Concentração e foco na disputa, essa foi a nossa estratégia para conquistar essa vitória. Faturamos a duas etapas do dia e com isso abrimos uma importante vantagem na liderança da categoria. Mas isso ainda não nos dá tranquilidade para as fases seguintes. Precisamos manter a concentração e estar atentos a cada obstáculo”, afirmou Júnior, que participou de todas as edições do Rally Transcatarina e busca o primeiro título; já o piloto estreia no certame.

Entre os Graduados, na 1ª etapa, os melhores foram Paulo Roberto de Goes e Thiago Medeiros Stapazzoli. Já na 2ª etapa, Everton Gratt e Wesley Sari confirmaram mais uma vitória. “A prova foi ótima, com médias de velocidade ideais. O Sol nos atrapalhou um pouco porque perdemos um pouco da visibilidade, além do piso bem liso… Mas se não houver dificuldades, iguala todo mundo, por isso, é nestas dificuldades que se faz a diferença, principalmente quando estamos em busca de resultados”, salientou Goes.

A categoria Júnior é a mais competitiva do rali, com 58 duplas na disputa pelo título da competição. E quem já está pleiteando este pódio são as duplas Marcos Gustavo Francio e Bruno Rozalen Tesser (vencedora do período da manhã) e Alessandro Rodrigo Weirich e Rafael Augusto Avelar (a melhor da tarde). “Hoje conhecemos a prova de verdade, conseguindo identificar os PC’s e metragem do trajeto. Um campeão é: 30% determinação e seriedade, 40% pilotagem e 30% a navegação”, revelou Avelar.

E no grupo dos velhos guerreiros, Marcos Osires Nunes e Marcos Vinícius Nunes estiveram à frente nas duas etapas do dia. “Este é um rali longo e que será um grande teste de resistência. Estamos fazendo a lição de casa, mas certos de que estamos só no começo”,ponderou o piloto.

Deixa a trilha me levar

Os participantes das categorias Turismo Light e Turismo Adventure apenas observam a competitividade dos demais companheiros. Enquanto a maioria busca manter a regularidade, esse pessoal quer mais é passear e curtir a natureza.

A Turismo Light recebe todos os equipamentos para navegação e instrução para pilotagem. Porém, não marcam pontos e podem desviar o trajeto original para conhecer algum ponto turístico interessante. “Esta é uma excelente oportunidade para quem quer iniciar no rali. Conhecer como são as trilhas, as exigências das mesmas e como enfrentar os obstáculos naturais”, explicou o diretor de prova do evento, Wagner Souza.

Um dos carros da categoria é o de José Reinaldo Vieira e sua família: Sueli, Luis Carlos e Isabel Dinamarques. “A paisagem que mais gostamos na primeira etapa foi rio, adrenalina pura! O helicóptero nos filmou em um rasante, foi emocionante”, e continuou sobre a segunda etapa. “Fizemos alguns desvios para não atrapalhar a categoria Jeep e passamos por obstáculos muito difíceis. Não pode ter dó do carro e exige coragem do piloto”, explicou José.

Já na Turismo Adventure estão aqueles que já conhecem bem o off-road, e querem viver uma incrível aventura. Com um percurso especial e exclusivo, todos superaram diversos obstáculos, tais como: travessias de rios, erosões, pedras, cascalho, lama, atoleiros, subidas e descidas – um toque de adrenalina para a viagem não ficar monótona.

“Excelente o roteiro inicial; possibilitou aos pilotos testarem as habilidades e preparação dos 4×4. E o mais interessante é que além da emoção, podemos aproveitar as paisagens da regiões”, falou o piloto Athos Teixeira.

Lages a Rio do Sul – mais emoção pelas trilhas catarinenses

Nesta sexta-feira (20), serão realizadas a 3ª e 4ª etapas, entre Lages e Rio do Sul, com 263 quilômetros – 165 quilômetros navegados. O roteiro passará por estradas vicinais, com erosões e cascalho. Os competidores vão encarar laços longos e com médias de velocidades altas dentro de vários reflorestamentos da Klabin.

A prova vai sentido ao mar, com passagem pela Serra do Serril. A caravana sairá de 1.000 para 300 metros de altitude – neste lugar terá a visão do Vale do Itajaí. A chegada em Rio do Sul está prevista para às 14h55.

Resultados – 1ª e 2ª etapas

Categoria Super Máster

1ª etapa 

1º Daniel Maffi/Enedir Silva Júnior, 432 pontos perdidos
2º Flávio Roberto Kath/Rafain Walendowsky, 439 pontos perdidos
3º Otávio Enz/Allan Enz, 668 pontos perdidos
4º Marnes Alexandre Floriani/Cristian Mueller, 692 pontos perdidos
5º Acyr Hideki da Silva/Marcos Mais Panstein, 727 pontos perdidos

2ª etapa

1º Daniel Maffi/Enedir Silva Júnior, 432 pontos perdidos
2º Oscar José Schmidt/Gustavo Schmidt, 250 pontos perdidos
3º Hamilton dos Santos Medeiros/Théo Augusto Guardiano, 268 pontos perdidos
4º Victor Pudell/Leandro Fagherazzi, 305 pontos perdidos
5º Marnes Alexandre Floriani/Cristian Mueller, 325 pontos perdidos

Categoria Graduados

1ª etapa

1º Paulo Roberto de Goes/Thiago Medeiros Stapazzoli, 556 pontos perdidos
2º Vinicius Lustosa Polati/Marcos Fernando Evangelista, 644 pontos perdidos
3º Marcio Schlindwein/Maurício José de Melo, 752 pontos perdidos
4º Julio Cesar Bonotto Neto/Deividi Nardi, 794 pontos perdidos
5º Christian Marquardt/Edson Roberto Schmidt, 821 pontos perdidos

2ª etapa

1º Everton Gratt/Wesley Sari, 282 pontos perdidos
2º Paulo César da Silveira/Fernando Amorim da Silveira, 320 pontos perdidos
3º Gilberto Hempkemaier/Marcos José Zimmermann, 327 pontos perdidos
4º Julio Cesar Bonotto Neto/Deividi Nardi, 329 pontos perdidos
5º Paulo Roberto de Goes/Thiago Medeiros Stapazzoli, 330 pontos perdidos

Categoria Júnior

1ª etapa

1º Marcos Gustavo Francio/Bruno Rozalen Tesser, 436 pontos perdidos
2º Carlos Augusto Moreira/André Fernando Mocelin, 566 pontos perdidos
3º Cassius Gilberto Gonçalves/Jair Sperandio, 591 pontos perdidos
4º Talita Muller Voller Lindemann/Bruno Eduardo Lindemann, 669 pontos perdidos
5º Ademar Maiochi/Ricardo Kroth, 769 pontos perdidos

2ª etapa

1º Alessandro Rodrigo Weirich/Rafael Augusto Avelar, 157 pontos perdidos
2º Talita Muller Voller Lindemann/Bruno Eduardo Lindemann, 166 pontos perdidos
3º Renata Armenio/Anderson Cesar Zani, 171 pontos perdidos
4º Marcos Gustavo Francio/Bruno Rozalen Tesser, 177 pontos perdidos
5º Vinicius Martendal/Luciano Gomes, 180 pontos perdidos

Categoria Jeep

1ª etapa

1º Marcos Osires Nunes/Marcos Vinicius Nunes, 629 pontos perdidos
2º Ricardo Júnior Zagonel/Fábio Zagonel, 1.762 pontos perdidos
3º Rogério Acunha/Gustavo do Amaral Pilieski, 4.261 pontos perdidos
4º Rodrigo Luiz Pagnoncelli/Diones Carlos Poglia, 9.568 pontos perdidos
5º Francos Caesar Gommersbach/Lucas Albert Gommersbach, 15.643 Gommersbach

2ª etapa

1º Marcos Osires Nunes/Marcos Vinicius Nunes, 194 pontos perdidos
2º Antonio Enio dos Santos Filho/Diego Fernando dos Santos, 351 pontos perdidos
3º Aroldo Nery/Rogérioo Chini, 357 pontos perdidos, 357 pontos perdidos
4º Rodrigo Luiz Pagnoncelli/Diones Carlos Poglia, 403 pontos perdidos
5º Rogério Acunha/Gustavo do Amaral Pilieski, 433 pontos perdidos


COMENTE ABAIXO ⬇

Telegram: participe do canal do Click Camboriú

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Galeria M.I.U. inaugura lado B com a exposição engenhariaREVERSA neste sábado, 12

A Galeria M.I.U. e o artista ONESTOdiesel convidam a todos para o pocketshow e uma tarde de texturas, contrastes, cores, vinhos e um bom papo
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.