BC cotada para ser sede do mundial de handebol

Publicado em

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

Já estão praticamente definidas as cidades que serão sede do Mundial Feminino de Handebol, que será realizado no Brasil entre os dias 2 a 18 de dezembro de 2011. Balneário Camboriú, Jaraguá do Sul, Blumenau, Brusque, Itajaí, São José e Curitiba foram os municípios vistoriados para receber os jogos.

Detalhes estão sendo analisados pela International Handball Federation (Federação Internacional de Handebol) e Confederação Brasileira de Handebol. No último domingo (27) uma delegação da IHF esteve em Balneário Camboriú vistoriando hotéis e o ginásio de esportes Multieventos Hamilton Linhares Cruz, no bairro da Barra.

Já na última segunda feira (28) foi realizado pelo comitê organizador do evento um workshop no auditório da Secretaria de Estado de Cultura, Turismo e Esporte, em Florianópolis.

Representando o prefeito Edson Renato Dias (Piriquito) e o superintendente da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC), Sandro Bernardoni, estiveram presentes no workshop os servidores da FMEBC André Furlan Meirinho, Luiz Estanislau Piekarzievcz, Janilton Gentil da Silva e Elizabeth Mary Bordignon Smolek.

De acordo com o diretor administrativo e financeiro da FMEBC, André Meirinho, a IHF divulgará a definição das sedes e das adequações necessárias no dia 9 de abril. Ainda no workshop foi feita entrega prévia de caderno de encargos da competição e feita explanação geral sobre atividades da competição, como mídia, acomodação, transporte e logística, segurança, atendimento médico e credenciamento, entre outros.

Pode-se destacar a importância do evento, que segundo Leon Kalin, presidente da Comissão de Organização de Competições da IHF, e Fabiano Redondo, presidente da Comissão de Promoções da IHF, será realizado pela primeira vez na América e será transmitido por cerca de 140 emissoras de TV e mais de 200 milhões de pessoas devem assistir no mundo todo.

Além disso, é o mundial do Brasil, Santa Catarina terá a honra e a responsabilidade de representar o país na realização do evento que antecede uma série de megaeventos esportivos que teremos no país como Copa das Confederações, Copa do Mundo, Copa América e Jogos Olímpicos. Redondo ainda informou que países como Dinamarca, Suécia e Noruega – que valorizam o mundial de handebol como os brasileiros valorizam o de futebol – devem transmitir cerca de 60 jogos ao vivo.

Sven Harke, da UFA Sports, integrante da comitiva informou que a empresa belga responsável pela geração de imagens do mundial será a mesma que gerou imagens na Copa do Mundo FIFA 2010 na África do Sul e que gerará para a Copa Mundo FIFA 2014 no Brasil.

“Será uma estratégia de marketing turístico extremamente relevante para Santa Catarina e para Balneário Camboriú, afinal, independente de Balneário Camboriú ser sede ou não, as delegações, mídia, torcedores e turistas dos mais diversos países que virão para a competição, acabarão se hospedando, visitando, enfim consumindo na nossa cidade e divulgando a mesma, o que possibilitará maior diversificação da origem dos turistas que nos visitam, tornando Balneário Camboriú ainda mais internacional”, destaca André Meirinho.

O Mundial Feminino de Handebol terá a participação de 24 países dos cinco continentes. Os dois últimos mundiais, realizados em 2007 e 2009, foram organizados por França e China, respectivamente. Segundo o presidente da Fesporte, Adalir Pecos Borsatti, o Mundial adulto feminino de handebol exigirá um investimento total de 15 a 20 milhões de reais.

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- Publicidade -

VEJA TAMBÉM

- Publicidade -