- PUBLICIDADE -

BC sedia Campeonato Mundial de Mountain Bike em setembro

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Comece bem o verão com marmitas caseiras da Light Food BC

Por sua qualidade de vida e saúde, nos dias quentes mantenha uma alimentação saudável com as marmitas da Personal Chef Fit Kris Borba

bikeA cidade de Balneário Camboriú mais uma vez vai receber os melhores pilotos de mountain bike do mundo. Entre os dias 7 e 12 de setembro, o Parque Unipraias vai sediar o Campeonato Mundial de Mountain Bike para as categorias Master, para pilotos com idade acima dos 30 anos.

Essa é a primeira vez que o Brasil recebe o Mundial de Mountain Bike Master e já estão inscritos cerca de 400 atletas de 25 países.

“O Campeonato Mundial de Mountain Bike Master é uma conquista muito importante para todos os amantes do ciclismo no Brasil. O evento é resultado de um trabalho sério iniciado no início da década passada pela Federação Catarinense de Ciclismo. Sediamos com sucesso duas etapas da Copa do Mundo em Balneário Camboriú e esses eventos serviram para mostrar ao mundo que o Brasil tem competência de sediar grandes provas de diversas modalidades”, afirmou João Carlos de Andrade, presidente da Federação Catarinense de Ciclismo.

O evento é organizado pela FCC (Federação Catarinense de Ciclismo) com apoio da Fundação municipal de esportes.

ATLETAS DE 25 PAÍSES

Os nomes dos inscritos podem ser conferidos no site do evento e já estão garantidos atletas de 25 países. O evento terá pilotos da França, EUA, Dinamarca, Irlanda, África do Sul, Chile, Jamaica, Austrália, Espanha, Itália, Grã Bretanha, Bélgica, Uruguai, Venezuela, Argentina, Colômbia, Canadá, Noruega, Alemanha, Peru, Jamaica, Suécia, Equador e Eslovênia.

O Brasil terá cerca de 200 atletas e a Argentina é o país estrangeiro com maior número de inscritos, com 76 pilotos. O Chile vem em segundo com 40 pilotos inscritos. A Europa, grande força do mountain bike mundial, estará presente com grandes nomes. A Itália tem 14 pilotos inscritos e a França 10 atletas.
As inscrições ainda não encerraram e esses números tendem a aumentar até a data do evento.

DESTAQUES BRASILEIROS

O evento catarinense é a grande oportunidade que muitos atletas brasileiros esperaram a vida toda.
Conquistar uma medalha na etapa única do Mundial sempre foi o sonho de muitos brasileiros.

É o caso do paulista Marcio Ravelli, dono de 11 títulos nacionais (um na Cadete, nove na Elite e um na Máster). Ravelli é referência nacional quando o assunto é mountain bike e está empolgado com o campeonato no Brasil.

Outro forte adversário de Ravelli será o belga Geoffry Maes, atual campeão mundial na 35-40.

Já na categoria 50-54 anos, o paulistano Eduardo Ramires vai em busca do seu segundo título Mundial. Ramires é o Técnico da Seleção Brasileira de Mountain Bike e conquistou o seu primeiro título Mundial em 1989 nos Estados Unidos na categoria Expert Amador.

Entre os atletas catarinenses, vale destaque para o policial militar Leandro Puttkammer, da cidade de Palhoça. Puttkammer, de 30 anos, venceu no início de agosto a maratona MTB 2 Days e vai competir na categoria 30-34 anos focado na conquista da medalha de ouro.

No feminino, a disputa também promete ser dura e o Brasil vai contar com todo o talento da paulista Adriana Nascimento na categoria 30-34. Adriana tem nove títulos brasileiros no cross country e em 2006 ficou em quarto lugar no Mundial Máster realizado no Canadá.

PISTAS ELOGIADAS

As pistas estão localizadas nas encostas do Morro da Aguada, ao lado da Praia das Laranjeiras.
O local já recebeu uma edição da Copa do Mundo de Mountain Bike na modalidade cross country olímpico (XCO) e duas de downhill (DH) e agradou muito aos pilotos estrangeiros que ali estiveram em 2005 e 2006, tanto pela beleza do local, quanto pelo nível técnico das pistas e pela boa organização dos eventos. Em 2006, o mesmo lugar recebeu o Campeonato Pan-Americano de Mountain Bike.

As disputas serão em sete categorias para atletas a partir dos 30 anos, divididas em faixas etárias que vão até a Over 60 (30/34, 35/39, 40/44, 45/49, 50/54, 55/59 e acima dos 60).

A pista de cross country olímpico sofreu alterações em relação à Copa do Mundo. A nova pista tem 5.250 metros de extensão com 330 metros de subida por volta, com paredes com inclinação máxima de até 29%. O tempo estimado médio por volta é de 25 minutos por volta para os atletas mais rápidos.

Já a pista de downhill é a mesma que recebeu a duas edições da Copa do Mundo em 2004 e em 2005. A descida tem uma extensão de 1.250 metros e um desnível de 225 metros, com inclinação máxima de – 30%.

PROGRAMAÇÃO

As provas começam a partir das 8h30 da sexta-feira, dia 10 de setembro, com todas as categorias femininas e também as categorias masculinas 55-59 e acima dos 60 anos.

As disputas do dowhill (descida de montanha) acontecem a partir das 14h30 com os treinos de Qualify (tomada de tempo) e a previsão de término é às 17h30.

No sábado, a partir das 8h30, correm as categorias de cross country 50-54 e 45-49 anos. As finais do downhill acontecem entre 14 horas e 17h30, com premiação a partir das 18 horas.

No domingo a partir das 9 horas é a vez dos pilotos de cross country das categorias 40-44, 35-39 e 30-34 anos entrarem na pista. A premiação será às 16 horas.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Mesmo com a pandemia, coleta para reciclagem aumentou 31% neste ano

Ainda em 2019, a coleta de recicláveis deu um salto em BC em decorrência da implantação de novas políticas públicas
- PUBLICIDADE -

Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.