- PUBLICIDADE -

Café com História celebrou os 25 anos do Arquivo Histórico de BC

O arquivo Histórico é responsável pela gestão, guarda, preservação e divulgação do patrimônio histórico e documental do município

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Trader Jader Nogueira exibe ganhos milionários e contraria matéria do Fantástico

Publicação na rede social do influenciador viralizou e pessoas se identificaram

Café com História celebrou os 25 anos do Arquivo Histórico
Divulgação

Um “Café com História” especial marcou os 25 anos do Arquivo Histórico de Balneário Camboriú na tarde desta quinta-feira (29), na Câmara de Vereadores.

Realizado desde 2016, o “Café com História” é um encontro entre funcionários da Fundação Cultural e pessoas da comunidade que possuem uma memória e um conhecimento das histórias da cidade. O objetivo é auxiliar na identificação de imagens do Arquivo Histórico, por meio do reconhecimento de pessoas, lugares, eventos e períodos retratados. Seis encontros já ocorreram nesses dois anos e resultaram na identificação de 263 imagens.

“Como há muitas imagens em que não se sabe quem é quem, que evento foi, nós ajudamos a identificar. Nossa função é mais assessorar a Fundação Cultural com informações que o Arquivo não tem”, contou Álvaro Antônio da Silva, 79 anos, que foi vereador e substituiu o prefeito Higino Pio de março a agosto de 1969.

Estiveram presentes na comemoração o grupo que participa habitualmente dos encontros, convidados especiais e quem mais quis acompanhar. Fotos do acervo ficaram expostas para que o público também pudesse ajudar na identificação.

“O Arquivo Histórico é diariamente construído por um esforço coletivo”, disse a diretora de Artes da Fundação Cultural, Lilian Martins. No encontro, foram homenageadas as servidoras Gisele Cardozo e Karin Lodder Xavier.

Inaugurado em 20 de julho de 1992, o Arquivo Histórico teve sua criação aprovada pela Câmara de Vereadores em 29 de novembro de 1993. Quem deu o primeiro passo para a criação do acervo foi o engenheiro civil Jurandir Knabben, em 1992. Ao querer saber mais sobre a história da própria família, Jurandir passou a se interessar por história ao ponto de começar a cursar História. Nessa sua vontade de fazer pesquisas, deparou na época com documentos do Município guardados em um ambiente inadequado na Secretaria de Obras. “Naquele depósito na Secretaria de Obras, chovia dentro. Começamos a selecionar o material, estava tudo cheio de barro. Depois, iniciamos o resgate das fotos”, relatou Jurandir, que teve a colaboração de Ângelo Christoffoli e Isaque de Borba Correa. Posteriormente, como vereador, Jurandir foi o autor do projeto de lei que criou o Arquivo Histórico.

Responsável pela gestão, guarda, preservação e divulgação do patrimônio histórico e documental do município, o Arquivo Histórico de Balneário Camboriú tem um acervo composto por documentos, fotografias, jornais, mapas, plantas arquitetônicas e outros registros. O Arquivo Histórico funciona de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 13h, junto ao prédio da Biblioteca Municipal Machado de Assis (3ª Avenida, nº 1325, esquina com a Rua 2500).


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

UniAvan promove plantão de matrículas neste sábado com desconto exclusivo

Novos alunos ganharão desconto de 20% na primeira mensalidade de cursos presenciais; Quem optar por graduação EAD começa a pagar só em julho de 2021
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.