- PUBLICIDADE -

Museu Histórico de Itajaí celebra os 95 anos do poeta Marcos Konder Reis

Exposição em homenagem ao autor será aberta sexta-feira

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Comece bem o verão com marmitas caseiras da Light Food BC

Por sua qualidade de vida e saúde, nos dias quentes mantenha uma alimentação saudável com as marmitas da Personal Chef Fit Kris Borba

Museu Histórico de Itajaí celebra os 95 anos do poeta Marcos Konder Reis
Divulgação

O poeta itajaiense Marcos Konder Reis completaria 95 anos em dezembro e para celebrar a data, o Museu Histórico de Itajaí apresenta novas exposições dedicadas ao escritor. As mostras abrem para visitação nesta sexta-feira (15), dia do nascimento do poeta, às 19h.

Uma das salas do Museu já é dedicada ao poeta. Como parte da homenagem, a exposição ganhará novos objetos, mostrando mais da personalidade e do cotidiano de Marcos Konder Reis. Outro destaque é a Sala de Artes, que receberá obras que eram do acervo pessoal do poeta, assinadas por vários artistas de destaque como Athos Bulcão e Guilherme de Faria.

De acordo com a diretora do Museu Histórico de Itajaí, Evelise Moraes Ribas, o poeta Marcos Konder Reis é o principal representante do município na cena literária nacional. “Sua vida e obra merecem ser conhecidas pelo comunidade itajaiense, pela forma que ele amava Itajaí e pela força da sua poesia”, opina.

Marcos José Konder Reis nasceu em Itajaí em 15 de dezembro de 1922 e faleceu no Rio de Janeiro em 2011. Após sua morte, parte de seus objetos pessoais, acervo de arte, manuscritos, cartas, livros, foram doados à Fundação Genésio Miranda Lins para preservação e estão sob responsabilidade dos departamentos técnicos do Museu e Arquivo Histórico de Itajaí.

“Tempo e Milagre” foi o primeiro livro publicado pelo poeta itajaiense, em 1944. Ele recebeu o prêmio Golfinho de Ouro de Literatura com o livro de crônicas “O Caminho das Pandorgas” (1972) e as últimas publicações de Marcos Konder Reis foram O Vagabundo Iluminado (1986), Brasil Quando José (1988) e Três Partituras (1988).

Ao lado de Paulo Mendes Campos, Ledo Ivo e João Cabral de Melo Neto, o poeta itajaiense pertenceu à “Geração de 1945”, ligada ao modernismo.

As exposições
Sala do Poeta e Sala de Artes – Piso superior do Museu Histórico de Itajaí
Abertura: 15 de dezembro de 2017 – 19h.
Visitação: de terça a sexta das 13h às 18h30 / Sábados das 10h às 15h


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Mesmo com a pandemia, coleta para reciclagem aumentou 31% neste ano

Ainda em 2019, a coleta de recicláveis deu um salto em BC em decorrência da implantação de novas políticas públicas
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.