- PUBLICIDADE -

“Ignorância e intolerância religiosa”, diz fundação cultural sobre grafite apagado

O mural tinha como tema as tradições do boi de mamão e terno de reis, apesar da pintura remeter à aparentes dragões e demônios

Publicado em

- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Comece bem o verão com marmitas caseiras da Light Food BC

Por sua qualidade de vida e saúde, nos dias quentes mantenha uma alimentação saudável com as marmitas da Personal Chef Fit Kris Borba

muro pintado de branco
Pintor escreveu “Jesus” antes de cobrir tudo de branco.

Um muro na Praça da Cultura que estava grafitado com personagens do folclore catarinense foi pintado de branco por um homem que se apresentou como dono do muro. Tal atitude gerou a revolta da Fundação Cultural de Balneário Camboriú (FCBC), que administra a praça.

A FCBC tratou o caso como “agressão por ignorância e intolerância religiosa de um cidadão com desconhecimento total da cultura e da história do nosso País”. O mural tinha como tema as tradições do boi de mamão e terno de reis, apesar da pintura lembrar dragões e demônios, motivo pelo qual o cidadão grafou “Jesus” antes de cobrir tudo de branco.

O grafite, de autoria do artista plástico Diego José Koraleski, mais conhecido como Diant, foi pintado no espaço em 2016, com patrocínio da Lei Municipal de Incentivo e Fomento à Cultura (LIC) de Balneário Camboriú. O projeto de Diant, “Boi de Mamão nos Muros”, retratava personagens como o Boi de Mamão, a Bernunça, a Maricota, entre outros.

O trabalho foi devidamente autorizado em 17 de Dezembro de 2015, pelo síndico do edifício. No corpo da autorização consta a descrição do tema proposto.

De acordo com o presidente da Fundação Cultural, George Varela, os fatos serão apurados e providências serão tomadas.


COMENTE ABAIXO ⬇

✉ NEWSLETTER

Receba notícias de BC, Camboriú e Itajaí todos os dias em seu e-mail.

Confirme seu cadastro na próxima tela e ative o cadastro em seu e-mail.
- PUBLICIDADE -

VEJA TAMBÉM

Mesmo com a pandemia, coleta para reciclagem aumentou 31% neste ano

Ainda em 2019, a coleta de recicláveis deu um salto em BC em decorrência da implantação de novas políticas públicas
- PUBLICIDADE -
Enviar mensagem
Envie seu conteúdo
Envie seus flagras e suas denúncias para a redação do Click Camboriú.