Divulgação
Divulgação

Insatisfeito com a demora  na votação de contas de ex-presidentes da Republica, o Deputado Fabricio Oliveira (PSB) protocolou uma PEC que determina agilidade ao processo afim de que o Congresso Nacional tome as providências cabíveis quando constatada alguma irregularidade.

Indignado, Fabrício Oliveira declarou em plenário: “Pasmem! Hoje será votado aqui na câmara a prestação de contas da Presidência da República da época do ex-presidente Fernando Collor, conta do ex-presidente Itamar Franco, conta do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e duas do ex-presidente Lula. A demora se deu por não haver previsão de prazo. Diante disso, protocolei um Projeto de  Emenda à Constituição obrigando que, se em até 45 dias do término da sessão legislativa não ocorrer o julgamento das contas, terá que ser incluído na pauta  para que seja possível a votação”.

Para Fabrício, a razão  disso é a necessidade de se analisar com brevidade as contas da Presidência da Republica para que o Congresso Nacional tome as providencias cabíveis, como no caso da Presidente Dilma, onde os técnicos do TCU apontaram 31 irregularidades nas contas do ano passado. São as chamadas “pedaladas fiscais”, omissão de dívidas de 40,2 bilhões de reais com o Banco do Brasil, BNDES e Fundo de Garantia.

“Não tem sentido esperar tantos anos para votar e ajustar isto. Para se ter uma ideia eu nem votava na época do Collor e Itamar e agora vou analisar suas contas. Meu projeto acaba com esta demora e vergonha e põe prazo, acabando com pedaladas políticas para servir de manobra”, concluiu.


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.