Divulgação

Os agentes de trânsito municipais de Balneário Camboriú se reuniram na tarde desta quinta-feira, 3, com o vereador Omar Tomalih, com o diretor da Secretaria de Segurança Pública José Lucio Pires e com membros da Companhia de Desenvolvimento e Urbanização de Balneário Camboriú – Compur para discutir a criação de uma autarquia de trânsito.

Dentre os objetivos da associação da classe, o principal é garantir aos agentes de trânsito a estabilidade dos cargos, a criação e desenvolvimento de um plano de carreira. Atualmente, os agentes são vinculados a Comtur e recebe seus salários por essa companhia, empresa de economia mista.

O vereador Omar Tomalih, que no início do ano fez uma indicação ao prefeito municipal para a criação da autarquia, destacou que para que a discussão avance é necessário calcular quanto que essa autarquia custaria aos cofres municipais. “Temos a barreira do limite prudencial da folha de pagamento dos servidores que está no limite. Estamos fazendo uma reforma administrativa, mas o ideal é buscar uma alternativa que garanta esse recurso para os pagamentos dos salários, uma fonte de recursos”, disse Omar Tomalih.

O supervisor dos agentes de trânsito, Luciano Osni Mello, destacou que ainda nessa semana um grupo da associação dos agentes esteve em Joinville onde os agentes são lotados em uma autarquia. “Esse é um modelo que está funcionando em Joinville e tiramos várias dúvidas em relação a recursos e ao trâmite jurídico”, disse Luciano.

O grupo definiu que irá reunir os modelos de autarquia de trânsito existentes e eficientes, compilar os dados pesquisados em Joinville e levar um relatório a prefeitura.


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.

COMPARTILHAR